19

jul

2012

Para comemorar o Dia do Motociclista do ano passado, me ocorreu uma idéia meio maluca:  fazer uma “viagem-desafio”  indo ao Moto Capital de Brasília, o maior Encontro de Motociclistas da América Latina, pilotando  uma motocicleta  fabricada em 1972. Era a clássica das clássicas, uma Honda CB750K2 não restaurada, absolutamente original e  e a idéia era saber se ela -usada quase diáriamente pelo meu grande amigo Ricardo Pupo (o Papa das Clássicas) que me emprestou a moto- aguentaria fazer S. Paulo-Brasília-S.Paulo sem ter passado por qualquer tipo de preparo ou revisão. Fui sozinho, sem peças de reposição, usando roupas da época , numa verdadeira viagem no tempo. A única peça não original era um instrumento musical conhecido como 4X1 sem miolo…

 


 

Para comemorar 0 27 de julho deste ano, resolvi  fazer um contraponto: a  mesma viagem, só que pilotando uma Honda Gold Wing GL1800, a top de linha da Honda, uma moto moderna, mega confortável e com todos os recursos que a tecnologia oferece. Alguns a chamam de caminhão, outros de nave espacial, uns de scooterzão e até de Jetski a coitadinha já foi chamada mas na verdade, debaixo daquela roupa toda se esconde uma motocicleta fantástica.

 

Tina Turner

 

Alguns amigos perguntam o que é que eu vou fazer  pela terceira vez seguida no Moto Capital de Brasília, afinal de contas é um Encontro como todos os que acontecem pelo país, o ano inteiro. Eu digo que em primeiro lugar, é um Encontro diferente de todos os que já vi, pois o DNA do evento é o simples encontro com amigos motociclistas. Não é um evento comercial, feito para ganhar dinheiro como alguns que conheço.  O maravilhoso climão, os shows, as bandas, atrações, motocicletas malucas, gente “maluca”, figurinhas carimbadas, são o cenário natural na Granja do Torto, que veio a reboque dessas turmas e não o contrário. O que realmente é diferente são as grandes tendas que cada turma monta, grupos vindos de todo o país. No ano passado eram quase 250 mil pessoas e neste ano deve crescer.

Conheci o Moto Capital quase sem querer, quando fui a Brasília para o lançamento do filme “Alma 70, Motocicletas Clássicas”, na Livraria Cultura de lá.  Nessa ocasião conheci o pessoal do grupo Motos Clássicas BsB  e seu presidente, William Costa. Nem preciso dizer que ele e sua turma viraram grandes e queridos amigos e mantemos contato o ano todo, não só no mês de julho. É com eles que eu vou passar ótimos momentos na semana que vem.  E vou aproveitar muito esta viagem, fazendo o caminho mais comprido (kkk) para descansar um pouco da correria absurda dos ultimos 2 meses,  organizar mentalmente aquele montão de coisas que só assentam quando pensados dentro de um capacete, com uma fita de asfalto na frente e o ronco do motor fazendo bem para a minha alma.Vai virar vídeo? Vai.

Puro prazer?  Sim, mas também é trabalho, acredite se puder…

Nos vemos pelas estradas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nosso canal no Youtube

Se você quer assistir a vídeos de excelente qualidade, bem produzidos, nosso canal é o lugar certo para você começar! Acesse agora e fique por dentro do que há de melhor do mundo sobre 2 rodas.

ASSISTA A OUTROS VÍDEOS

Alma Selvagem - Fone: (13) 3355-2710 - E-mail: renzo@almaselvagem.com.br

Fazer login